9ff GT9 – A interpretação moderna do 911 GT1

Jan Fatthauer, fundador da 9ff em 2001, uma empresa de “tuning” alemã, de Dortmund, tinha um sonho: criar o 9ff GT9. O “9” vem dos nomes de código da Porsche, que por norma começam por esse número, e os dois F significam Farhzeugtechnik Fatthauer. É considerado a interpretação moderna do 911 GT1.

9ff GT9

Este supercarro tem umas prestações impressionantes: atinge os 409 km/h, sendo mais rápido que o rival na época, o Bugatti Veyron, faz dos 0 aos 100km/h em 5,2 segundos e os 300 km/h em 17,6 segundos. Tudo isto graças ao motor de 4.0L de cilindrada, com 6 cilindors opostos, ao qual foram adicionados dois turbos VGT-750R.

O motor é central, para se conseguir uma melhor distribuição do peso. Na parte traseira está montado o sistema de refrigeração do motor e a caixa de seis velocidades manual. Além da caixa manual, também havia a possibilidade de vir equipado com um caixa sequencial de 6 velocidades ou uma automática tiptronic de cinco.

9ff GT9
Todo o motor foi construido e desenvolvido pelo próprio Jan Fatthauer, com o sistema VarioCam Plus da Porsche. O colector de admissão foi banhado a outro de 24 quilates, para uma melhor dissipaçáo do calor.

O motor recebeu pistões forjados, bielas en titânio Pankle cilindros em Nikasil, de modo a desenvolver os 1001 cv às 7850 cv.

9ff

A nível de suspensão, na frente consiste numa suspensão MacPherson, com molas duplas, ma sna traseira tem uma suspensão pushrod, algo comum em superdesportivos. Os travões são os mesmos usados no Porsche 997 GT3, os Porsche Ceramic Composite Brake (PCCB).

A frente do 9ff GT9 é idêntica ao Porsche 911  997 GT3, mas as semelhanças acabam aí, tirando os farolins, que são retirados do mesmo modelo.

A carroçaria é feita numa única peça e fibra de carbono e Kevlar, com rollcage integrada e barras nas portas para uma maior segurança. Jantes de 19”, tripartidas.

Os pneus foram desenvolvidos propositadamente pelo Continental para este automóvel, para conseguirem suportar as performances do GT9.

Em 2008 foi lançada uma versão mais extrema do GT9, conhecido por GT9-R, que com o memso motor debita 1140 cv. Em 2011, a 9ff foi lançado um único exemplar do GT9-CS, ou ClubSport, equipado com um motor de 3.6L de 6 cilindros opostos, produzindo 748 cv.

9ff

Em 2012, foi ainda construído o GT9 Vmax, para bater o recorde de velocidade para um automóvel de estrada, mas isso nunca chegou a acontecer, apesar de em testes ter atingido os 420km/h. Com um motor de 4.2L e dois turbos da Garret, debita 1400cv às 7950 rpm. Atinge os 100km/h em 3.1 segundos, os 200 km/h em 6.8 segundos e os 300 km/h em 13 segundos.

Apenas foram construídos 150 exemplares desta interpretação do 911 GT1, sendo 20 do GT9-R e um do GT9-CS.

E então, o que achou da interpretação moderna do 911 GT1?

Veja também:

Comprar um carro novo por menos de 10.000€ é possível!

Pneus mais resistentes do mercado – Michelin

Melhores Dicas para uma Road Trip

Super Carros & Parco Valentino

Siga-nos!!

Para mais notícias e vídeos sobre o mundo das 2 e 4 rodas, não se esqueça de nos seguir no Instagram! Ou então, se preferir, faça like no nosso Facebookpara receber sempre as últimas novidades!

Partilhar:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on pinterest
Share on twitter
Share on email

Mais sobre: